Extractos e microrganismos. Com que água?

Recuperar a água da chuva é uma forma económica e eficaz de dispor de água de qualidade para a elaboração de preparados a partir de extractos de plantas e para aplicação de microrganismos.

Agricultura Natural - Masanobu Fukuoka


Vale a pena conhecer Massanobu Fukuoka, um japonês que demonstrou que a agricultura biológica é possível. Parecerá utópico? Talvez. Mas, como sabemos, "o sonho comanda a vida".

Controlo da erva: vantagens do não uso de herbicidas.

Numa plantação de proteas ou em outra cultura (vinha, por exemplo) contribui para o controlo das infestantes a sementeira de centeio, que liberta exsudações herbicidas. A plantação de trevo violeta, de fava ou tremoço irá favorecer o enriquecimento do solo em azoto. Fazendo o corte da erva e evitando o uso de herbicidas químicos favorecemos a biodiversidade no solo e o equilíbrio do mesmo. Quanto maior a diversidade de vida no solo, maior o controlo de uns organismos sobre os outros e menor a probabilidade de uma população de Phytophtora, por exemplo, assumir um predomínio que possa prejudicar as plantas.

Nos Açores há condições para o Queijo Biológico!

Actualmente o mercado exige e reconhece a qualidade. Estudos apontam que a tendência do mercado será para uma procura crescente dos produtos biológicos. Nos Açores, segundo o especialista Dr. Lázaro Simbine, é alcançável a produção de leite biológico, viabilizando a produção do queijo biológico. Será uma mais valia para o queijo de S. Jorge, do Pico, do Faial e de todas as ilhas açorianas. O facto é que já há bons exemplos no continente português, senão veja-se http://www.qual.pt/ Existem (e fornecemos) adubos certificados para a agro-pecuária biológica, e o produtor poderá desenvolver práticas que minimizem a necessidade de adubação.

Será que o vinho do Pico poderá ser biológico (certificado)?

A biodiversidade vegetal pode ser aumentada assegurando a existência de uma sebe com espécies vegetais diferentes, arbóreas e arbustivas. Se estas plantas produzirem flor e baga será ainda mais interessante para permitir atrair insectos predadores e aves insectívoras. Ao criarmos uma faixa com alguns metros de largura estaremos a perder área de produção? O ganho que conseguimos com a redução da erosão do solo e o controlo natural das pragas por auxiliares naturais irá compensar. No Douro decorre actualmente experimentação (Projecto BioDiVine) para avaliar as vantagens da biodiversidade numa plantação de vinha (www.advid.pt).
Na ilha do Pico, alguns produtores de vinho estão a testar microrganismos na luta biológica contra os fungos. A dificuldade, dizem, está no controlo da erva.

Biodiversidade num ecossistema agrário. Porquê?

















A existência de plantas diferentes numa área agrícola potencia a diversidade de insectos e de outros animais,
incluindo os predadores naturais dos insectos herbívoros que afectam as plantas que pretendemos cultivar.
Quando utilizamos herbicidas eliminamos diversidade de plantas e destruímos o equilíbrio do solo, o qual tem uma teia alimentar muito mais complexa do que aquela que existe acima do solo. Um solo biologicamente desequilibrado favorece o predomínio de alguns fungos, que poderão ser prejudiciais para as plantas que pretendemos produzir. É o caso do fungo Phytophtora, que ataca a raíz e destrói os vasos de transporte, acabando a planta por secar. A compensação poderá ser efectuada introduzindo o fungo Tricoderme, o qual irá impedir o desenvolvimento da Phytophtora. O Tricoderme deverá ser aplicado nos momentos em que a Phytophtora é mais activa no solo, no início e no fim do Inverno. Também se deverá colocar nas jovens plantas antes de as plantar, para assegurar protecção no início de uma plantação de proteas.

Porquê continuar a utilizar químicos de síntese na sua horta familiar?

Hoje é possível conduzir uma horta familiar 100% em biológico. Deverá recorrer a técnicas tradicionais como a rotação, a consociação e a compostagem.  Por exemplo,  Capuchina (Tropaeolum majus) em consociação permite afastar a mosca branca. Adicionalmente, poderá utilizar extractos de plantas e microrganismos auxiliares. Combinando conhecimentos tradicionais com a moderna biotecnologia, é possível realizar uma agricultura biológica viável.

Produção Própria


BioProtea produziu e exportou em 2011 cerca de 38 000 proteas, produzidas 100% em modo biológico.

Escaravelho Japonês

Na sua forma aérea o escaravelho poderá ser controlado com sabão de potássio. Este fragiliza o insecto afectando as traqueias respiratórias. Alguns dias depois podemos pulverizar extracto de alho ou extracto de flores de crisântemo. O primeiro actua como repelente e o segundo como insecticida. No pico do ataque de escaravelho o Óleo de Neem é eficaz, embora não seja um insecticida selectivo e, por isso, deva ser usado apenas quando necessário por forma a minimizar a acção sobre os organismos auxiliares que nos interessa atrair para o nosso ecossistema agrário.

22 de Maio - Dia Internacional da Biodiversidade

"Celebra-se em todo o mundo no dia 22 de Maio o DIA INTERNACIONAL DA BIODIVERSIDADE ou da DIVERSIDADE BIOLÓGICA.
O Dia Internacional da Biodiversidade foi instituído pela UNESCO com o objectivo de promover o conhecimento sobre a biodiversidade e alertar para os problemas a ela associados como as alterações climáticas, as rápidas mudanças nos diferentes habitats e as consequentes modificações nas taxas de reprodução animal e no crescimento das plantas ou, em casos extremos, o desaparecimento de inúmeras espécies de fauna e flora.
O Decreto-Lei nº 21/93, de 21 de Junho, que ratificou a CONVENÇÃO DA BIODIVERSIDADE, define a biodiversidade como a “variabilidade entre os organismos vivos de todas as origens, incluindo os ecossistemas terrestres, marinhos e outros ecossistemas aquáticos e os complexos ecológicos dos quais fazem parte; compreende a diversidade dentro de cada espécie, entre as espécies e dos ecossistemas”.
in www.apambiente.pt (acedido a 22 de Maio de 2011)

O Planeta agradece Produtos biológicos-Episodio 12 RTP1.

Coelhos e hortícolas

Para afastar o coelho de um campo de hortícolas podemos pulverizar a extremidade da cultura com extracto de alho.